Tecnologia autoadensável é a ideal para paredes de concreto

Em debate promovido pelo IBRACON, especialistas não recomendam uso do chamado “concreto superfluido”
2 de março de 2021

Tecnologia autoadensável é a ideal para paredes de concreto

Tecnologia autoadensável é a ideal para paredes de concreto 1024 768 Cimento Itambé
Aplicação de concreto autoadensável em obras com paredes de concreto traz segurança à execução do projeto Crédito: Pinterest

Aplicação de concreto autoadensável em obras com paredes de concreto traz segurança à execução do projeto
Crédito: Pinterest

Qual o melhor concreto para usar em paredes de concreto? Segundo os engenheiros civis Bernardo Tutikian e Rubens Curti, não resta a menor dúvida: a tecnologia do concreto autoadensável é a ideal para esse tipo de obra. Em live promovida pelo IBRACON (Instituto Brasileiro do Concreto) ambos chegaram a questionar uma variante que o mercado da construção tem adotado, e que é chamada de “concreto superfluido”. “Concreto superfluido não existe, apesar do mercado usar essa nomenclatura. Ou o concreto é autoadensável ou é convencional”, afirmam.

Os engenheiros civis falam com conhecimento. Bernardo Tutikian foi coordenador da norma técnica ABNT NBR 15823 (Concreto autoadensável – classificação, controle e recebimento no estado fresco) tanto em sua primeira versão, em 2010, quanto na revisão de 2017. Além disso, é professor-doutor e pesquisador do ittPerformance da Unisinos-RS e autor do livro “Concreto autoadensável” (Editora PINI, edições 2008 e 2015, 240 páginas). Já Rubens Curti é supervisor-técnico da Associação Brasileira de Cimento Portland (ABCP) com especialização em tecnologias do concreto e argamassas.

Na live do IBRACON, além de abordarem as propriedades do concreto autoadensável, e de como promover os ensaios corretos na hora do recebimento, Tutikian e Curti alertaram para o uso incorreto de um concreto não adequado para paredes de concreto. “O risco mais comum é o material deixar vazios (áreas não preenchidas pelo concreto) o que também é conhecido como ‘bicheira’. Após a retirada das fôrmas, um operário pode ir lá e cobrir o vazio aparente com argamassa, mas isso não significa que aquela parede de concreto não vai apresentar manifestações patológicas futuras”, dizem.

Maior risco para a concretagem de paredes de concreto é a segregação do material

Existe ainda o risco de que o uso de um concreto que não seja autoadensável, porém autodenominado de superfluido, não seja resistente à segregação e comprometa toda a concretagem. “Concreto superfluido é um concreto segregável. Portanto, um ‘concreto auto-segregável’”, define Curti. Tutikian completa: “Além de todos os riscos, o uso de um concreto não adequado para paredes de concreto compromete o acabamento e pode se tornar uma experiência de tentativa e erro.”

Os debatedores salientaram a segurança que o uso do concreto autoadensável traz para a aplicação em paredes de concreto. “A norma técnica atualizada em 2017 (ABNT NBR 15823) pegou o que havia de melhor em normas internacionais e reuniu com o que faltava na norma de 2010 para deixá-la como uma das melhores do mundo. Ou seja, existe segurança tecnológica no uso do concreto autoadensável”, garante Tutikian. Rubens Curti lembra ainda que a indústria brasileira de pré-fabricados tem usado muito o concreto autoadensável, o que dá mais segurança para o emprego da tecnologia. “O segmento utiliza com cada vez mais frequência e já está difundido no meio”, assegura.

Quanto ao custo, tanto Bernardo Tutikian quanto Rubens Curti lembram que é necessário avaliar o concreto autoadensável após sua aplicação na obra. “Obviamente, o custo de compra está em torno de 20% mais caro que o de um concreto convencional. Mas é preciso avaliar as vantagens. Por exemplo, ele gera economia de mão de obra, pois dispensa a vibração. Além disso, é um material com qualidade garantida por norma técnica. Então, somadas as vantagens, ao fim da obra ele torna-se mais barato”, finalizam.

Veja o vídeo do debate promovido pelo IBRACON

Entrevistado
Reportagem com base no evento online promovido pelo IBRACON, “Concreto para paredes de concreto: superfluido versus autoadensável”, com participação dos engenheiros civis Bernardo Tutikian e Rubens Curti

Contato
office@ibracon.org.br

Jornalista responsável:
Altair Santos MTB 2330

2 de março de 2021

VEJA TAMBÉM NO MASSA CINZENTA

MANTENHA-SE ATUALIZADO COM O MERCADO

Cadastre-se no Massa Cinzenta e receba o informativo semanal sobre o mercado da construção civil