Após leilão, Dutra quer inaugurar nova era de rodovias no Brasil

Cláusulas da nova concessão exigem que estrada atinja graduação máxima no ranking de segurança rodoviária 
3 de novembro de 2021

Após leilão, Dutra quer inaugurar nova era de rodovias no Brasil

Após leilão, Dutra quer inaugurar nova era de rodovias no Brasil 1024 681 Cimento Itambé
Trecho da Dutra que cruza o município de Guarulhos-SP: em 2020, trafegaram pela rodovia mais movimentada do país cerca de 120 milhões de veículos Crédito: Márcio Lino/Prefeitura Municipal de Guarulhos

Trecho da Dutra que cruza o município de Guarulhos-SP: em 2020, trafegaram pela rodovia mais movimentada do país cerca de 120 milhões de veículos
Crédito: Márcio Lino/Prefeitura Municipal de Guarulhos

A rodovia Presidente Dutra – principal ligação entre as duas maiores cidades do país (São Paulo e Rio de Janeiro) – foi a leilão em 29 de outubro de 2021. O grupo CCR, que já administrava a concessão antiga desde 1996, ganhou o certame e seguirá à frente da gestão da estrada por mais 30 anos. Foram concedidos 625,8 quilômetros, dos quais 355,5 quilômetros da BR-116 (Via Dutra) e 270,3 quilômetros do trecho da BR-101 conhecido como Rio-Santos.  

A outorga foi vencida pelo grupo CCR, com a oferta de 1,77 bilhão de reais e compromisso de investimento de 14,83 bilhões de reais ao longo do período de concessão. O grupo EcoRodovias, que também participava do certame, foi derrotado no leilão. A empresa vencedora assume o compromisso de executar uma série de projetos de modernização da Dutra. Através da futura concessão, é esperada uma nova era de rodovias no Brasil.  

A promessa é que a estrada se transforme na mais tecnológica e também na mais segura do país. Atualmente, ela tem trechos que variam entre duas e três estrelas no ranking de segurança rodoviária. Pelo contrato, em 5 anos terá que alcançar a graduação máxima, ou seja, cinco estrelas. Os critérios são do International Road Assessment Programme (iRap) – Programa Internacional de Avaliação de Estradas.  

As cláusulas contratuais definem que a companhia vencedora deverá realizar a construção de 557,91 quilômetros de faixas adicionais, 25,24 quilômetros de faixas reversíveis, 28 quilômetros de barreiras antirruído, 133,42 quilômetros de vias marginais, 133 novas obras de arte especiais (pontes e viadutos) e 92 passarelas. A principal obra será a construção de um novo traçado de subida na Serra das Araras, no Rio de Janeiro-RJ, com extensão de 16,20 quilômetros, e que está orçado em 1,2 bilhão de reais. 

Modernização da Dutra prevê pavimento de concreto em alguns trechos  

A modernização da Dutra prevê pavimento de concreto em alguns trechos, mas ainda não estão definidos quais serão. A rodovia também terá iluminação de LED em toda a sua extensão, além de 520 câmeras de monitoramento e 1.282 sensores para detecção automática de acidentes. A estrada será a primeira do Brasil preparada para a tecnologia 5G e vai disponibilizar acesso à internet aos usuários ao longo de todo o trecho entre São Paulo-SP e Rio de Janeiro-RJ. 

Rodovia mais movimentada do país, trafegaram pela Dutra em 2020 cerca de 120 milhões de veículos, de acordo com a Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT). Com a nova concessão, haverá 7 praças de pedágio para quem trafegar entre São Paulo-SP e Rio de Janeiro-RJ, e vice-versa. Os preços vão variar entre 3,83 reais e 14,49 reais, com descontos para quem for usuário frequente da rodovia. 

Já na BR-101 haverá três praças de pedágio. Segundo os termos do leilão conduzido pelo ministério da Infraestrutura e pela ANTT, está previsto em contrato a duplicação de 80,1 quilômetros na rodovia Rio-Santos, o que deverá ocorrer a partir do 6º ano da concessão. O objetivo é transformar a estrada em um corredor turístico, já que ela faz ligação com várias cidades litorâneas dos estados de São Paulo e Rio de Janeiro. 

Veja o volume de obras previstas na Dutra e na Rio-Santos (acho que está faltando a imagem anexa)

Entrevistado
Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) (via assessoria de imprensa)

Contato
ascom@antt.gov.br 

Jornalista responsável:
Altair Santos MTB 2330

3 de novembro de 2021

VEJA TAMBÉM NO MASSA CINZENTA

MANTENHA-SE ATUALIZADO COM O MERCADO

Cadastre-se no Massa Cinzenta e receba o informativo semanal sobre o mercado da construção civil