Rodoanel de Cuiabá será 100% em pavimento de concreto

Ordem de serviço do 1º lote foi assinada em julho de 2021 e prevê obras em um trecho de 21,5 quilômetros
17 de agosto de 2021

Rodoanel de Cuiabá será 100% em pavimento de concreto

Rodoanel de Cuiabá será 100% em pavimento de concreto 1024 575 Cimento Itambé
Nos trechos já asfaltados do Rodoanel de Cuiabá será empregada a tecnologia whitetopping de pavimento de concreto Crédito: Rafael D. Marques/SECOM-MT

Nos trechos já asfaltados do Rodoanel de Cuiabá será empregada a tecnologia whitetopping de pavimento de concreto
Crédito: Rafael D. Marques/SECOM-MT

Obra elencada no rol do extinto PAC (Programa de Aceleração do Crescimento) o Rodoanel de Cuiabá estava paralisado desde 2006. Após recente acordo entre o ministério da Infraestrutura e o governo do Mato Grosso, a execução do 1º lote será retomada. A ordem de serviço foi assinada em Brasília-DF no dia 17 de julho de 2021. 

A União entrará com uma contrapartida de 60% e o governo do Mato Grosso com 40% para financiar a obra orçada em 204,9 milhões de reais. Para liberar a execução, TCU e DNIT exigiram que o complexo rodoviário que irá circundar a capital mato-grossense e sua região metropolitana tenha durabilidade mínima de 20 anos. Por isso, todo o pavimento será em concreto.  

No 1º lote, a extensão a ser duplicada é de 21,5 quilômetros e irá das BRs 163 e 364, em Várzea Grande, até o entroncamento da MT-251, em Cuiabá, abrangendo ainda a ligação com a MT-010. Também serão construídos dois viadutos nas BR-163 e 364, dois viadutos na MT-010 e duas pontes sobre o Rio Cuiabá. Ainda está prevista a construção de uma trincheira na Avenida Antártica e três retornos em desnível, já na área urbana da capital mato-grossense.  

Nos trechos já asfaltados será empregada a tecnologia de whitetopping (concreto sobre pavimento flexível deteriorado). Por causa do grande volume de caminhões que trafegam na região, as especificações do projeto definem que as placas de concreto terão 21 centímetros de espessura. As obras ainda incluem faixas de rolamento com largura de 3,6 metros e acostamento com largura variável de 2,5 metros a 3 metros. 

Existe a expectativa de que o canteiro de obras seja instalado até o final do ano 

O executor das obras será o consórcio MT Sul-SBS Engenharia-Future ATP-Vereda. O início das obras ainda depende da aprovação dos projetos de engenharia pela Sinfra (Secretaria de Infraestrutura do Governo do Mato Grosso). Existe a expectativa de que o canteiro de obras seja instalado entre novembro e dezembro de 2021. Para a largada da construção, o governo federal já repassou 73 milhões de reais ao governo de Mato Grosso 

O 2º lote do Rodoanel de Cuiabá terá mais 30,5 quilômetros, e também será com pavimento rígido. Porém, ainda não tem projeto definitivo. O governo mato-grossense segue as orientações técnicas do DNIT para evitar descontinuidade. A obra foi lançada em 2006, teve o convênio assinado em 2011 e licitada em 2013. Porém, o TCU (Tribunal de Contas da União) apontou indícios de ilegalidades processuais e sobrepreço, o que levou à paralisação. Em 2015, o contrato foi rescindido.   

4 anos, foi lançado um novo projeto com a aprovação do DNIT. Após passar por auditorias do TCU houve autorização para que fosse licitado o 1º lote, o que aconteceu em 2020. 

Veja vídeo de como ficará o Rodoanel de Cuiabá

Entrevistado
Secretaria de Infraestrutura do Governo do Mato Grosso (via assessoria de imprensa) 

Contato
redacao@secom.mt.gov.br 

Jornalista responsável:
Altair Santos MTB 2330

17 de agosto de 2021

VEJA TAMBÉM NO MASSA CINZENTA

MANTENHA-SE ATUALIZADO COM O MERCADO

Cadastre-se no Massa Cinzenta e receba o informativo semanal sobre o mercado da construção civil