Projeto para pavimento rígido terá prática recomendada

Documento foi colocado em consulta pública pela ABNT e sugere as melhores metodologias de cálculo aos projetistas
3 de agosto de 2021

Projeto para pavimento rígido terá prática recomendada

Projeto para pavimento rígido terá prática recomendada 1024 682 Cimento Itambé
Prática Recomendada para projetos de pavimento urbano de concreto busca oferecer um leque de metodologias adequadas aos vários cenários brasileiros Crédito: Daniel Castellano/SMCS

Prática Recomendada para projetos de pavimento urbano de concreto busca oferecer um leque de metodologias adequadas aos vários cenários brasileiros
Crédito: Daniel Castellano/SMCS

Está em consulta pública até o dia 10 de agosto de 2021 uma prática recomendada para projetos de pavimento urbano de concreto. O objetivo é sugerir as melhores metodologias de cálculo, a fim de dar mais competitividade ao pavimento rígido. A proposta partiu da ABESC (Associação Brasileira das Empresas de Serviço de Concretagem). 

Tecnicamente chamado de ABNT PR 1011, a prática recomendada não tem valor normativo, mas pretende servir de referência para engenheiros-projetistas que atuam no segmento de pavimento de concreto. Originalmente, o documento tem a proposta de oferecer um leque de metodologias adequadas a vários cenários urbanos no Brasil. 

“Esta Prática Recomendada busca experiências conceituais novas e adequadas ao mundo contemporâneo e às realidades das comunidades urbanas brasileiras”, diz o descritivo em consulta pública. O documento também lembra que países desenvolvidos tecnologicamente, como França, Alemanha, Holanda, Bélgica, Itália, Espanha, Áustria e Japão, criaram metodologias adequadas às suas condições urbanas. Destaca também os procedimentos adotados pela American Association of State Highway and Transportation Officials (AASHTO), nos Estados Unidos. 

descritivo em consulta pública cita ainda que as normas técnicas que servem de referência aos pavimentos de concreto, embora assegurem qualidade à obra, não entram tão profundamente nas peculiaridades dos projetos. Lembra também que há mais de 50 anos não existem referências para projetos de pavimento urbano no Brasil. A mais recente foi elaborada pela Prefeitura Municipal de São Paulo, em 1967. 

Vejas as normas técnicas que referendam a ABNT PR 1011  

Além da ABNT NBR 6118 (Projeto de estruturas de concreto – Procedimento), a ABNT PR 1011 cita como referências as seguintes normas técnicas:
– ABNT NBR 7480 (Aço destinado a armaduras para estruturas de concreto armado – Especificação).
– ABNT NBR 7481 (Tela de aço soldada – Armadura para concreto).
– ABNT NBR 11768-1:2019 (Aditivos químicos para concreto de Cimento Portland – Parte 1: Requisitos).
– ABNT NBR 15530 (Fibras de aço para concreto – Requisitos e métodos de ensaio).
– ABNT NBR 16834 (Concreto – Determinação da variação dimensional (retração ou expansão linear)).
– ABNT NBR 16940 (Concreto reforçado com fibras – Determinação das resistências à tração na flexão (limite de proporcionalidade e resistências residuais) – Método de ensaio).
– ABNT NBR 16942 (Fibras poliméricas para concreto – Requisitos e métodos de ensaio). 

O documento em consulta pública ressalta ainda que a Prática Recomendada “é destinada aos profissionais da engenharia civil que possuam ampla compreensão sobre as respostas mecânicas de placas de concreto sob a ação de cargas ambientais e de veículos rodoviários”. Reforça ainda que os “usuários da Prática Recomendada precisam também ter amplos conhecimentos sobre os materiais empregados nas estruturas de pavimento de concreto”. 

Para acompanhar o andamento da ABNT PR 1011 é preciso acessar a página de consulta pública da ABNT. 

Entrevistado
Reportagem com base no descritivo colocado em consulta pública pela ABNT, que detalha a Prática Recomendada para projetos de pavimento urbano de concreto. 

Contato
consultanacional@abnt.org.br 

Jornalista responsável:
Altair Santos MTB 2330
 

3 de agosto de 2021

VEJA TAMBÉM NO MASSA CINZENTA

MANTENHA-SE ATUALIZADO COM O MERCADO

Cadastre-se no Massa Cinzenta e receba o informativo semanal sobre o mercado da construção civil