Na Infra Week, aeroporto de Curitiba e FIOL são protagonistas

Nesta semana, na Bolsa de Valores de São Paulo, acontece o maior leilão de infraestrutura do país em 2021
7 de abril de 2021

Na Infra Week, aeroporto de Curitiba e FIOL são protagonistas

Na Infra Week, aeroporto de Curitiba e FIOL são protagonistas 1024 575 Cimento Itambé
Considerado o melhor do país, aeroporto Afonso Pena é o principal ativo a ser leiloado pelo governo federal Crédito: Pinterest

Considerado o melhor do país, aeroporto Afonso Pena é o principal ativo a ser leiloado pelo governo federal
Crédito: Pinterest

O governo federal faz nesta semana (dias 7, 8 e 9 de abril) o maior leilão de infraestrutura do país em 2021. O evento que acontece na Bolsa de Valores de São Paulo (B3) foi batizado de Infra Week. A intenção é conceder à iniciativa privada 22 aeroportos, 5 terminais portuários e uma ferrovia. Os protagonistas do certame de concessões são o aeroporto internacional Afonso Pena, em São José dos Pinhais-PR, na região metropolitana de Curitiba-PR, e a Ferrovia de Integração Oeste-Leste, em um trecho de 537 quilômetros, na Bahia.  

O ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, prevê grande competição entre grupos internacionais pelos leilões dos aeroportos e pela FIOL. A expectativa do governo federal é arrecadar até 10 bilhões de reais, que serão revertidos para outras obras de infraestrutura em andamento no país. Veremos um grande interesse de operadores internacionais e espero algumas boas surpresas com a entrada de empresas nacionais também”, avalia. 

Os leilões dos aeroportos estão divididos em 3 blocos, e acontecem quarta-feira (7 de abril). Os cabeças-de-chave são os de Curitiba-PR, Manaus-AM, Goiânia-GO e São Luís-MA. Para arrematá-los, o investidor terá que, obrigatoriamente, ficar com outros aeroportos regionais ou localizados em capitais com menor fluxo de passageiros. Já manifestaram interesse em participar dos leilões a alemã Fraport, a suíça Zurich e a francesa Aéroports de Paris, além da argentina Inframérica e dos brasileiros Fundo Pátria e grupo CCR 

Confira como estão divididos os blocos dos aeroportos: 

Sul 

Paraná

Curitiba, Bacacheri, Foz do Iguaçu e Londrina
Santa Catarina
Navegantes e Joinville
Rio Grande do Sul
Pelotas, Uruguaiana e Bagé

Central 

Goiás

Goiânia
Tocantins
Palmas
Maranhão
São Luís e Imperatriz
Piauí
Teresina
Pernambuco
Petrolina 

Norte

Amazonas

Manaus, Tabatinga e Tefé
Rondônia
Porto Velho
Roraima
Boa Vista
Acre
Rio Branco e Cruzeiro do Sul 

Na quinta-feira (8 de abril), vai a leilão o trecho da FIOL. Para fechar a Infra Week, na sexta-feira (9 de abril) acontecem as concessões dos terminais portuários. Serão 4 no porto de Itaqui, no Maranhão, e 1 no porto de Pelotas, no Rio Grande do Sul. Os terminais maranhenses armazenam granéis líquidos e funcionam como distribuidores para as regiões Norte e Nordeste. Já o terminal gaúcho é estratégico para a indústria madeireira. 

Nos próximos meses de 2021, o ministério da Infraestrutura espera levar a leilão pelo menos mais 22 ativos. Com o pacote Infra Week, os cálculos do governo são de que as privatizações possam gerar 48 mil empregos ao longo dos 30 anos de contrato. Só no aeroporto internacional Afonso Pena, o investimento mínimo previsto é de 586 milhões de reais. A exigência do edital para quem ganhar a concessão é a construção de uma terceira pista com 3 mil metros de extensão, além de adequações para que o terminal possa operar 24 horas por dia, e em quaisquer condições climáticas. 

Entrevistado
Ministério da Infraestrutura (via assessoria de imprensa) 

Contato
aescom@infraestrutura.gov.br 

Jornalista responsável:
Altair Santos MTB 2330

7 de abril de 2021

VEJA TAMBÉM NO MASSA CINZENTA

MANTENHA-SE ATUALIZADO COM O MERCADO

Cadastre-se no Massa Cinzenta e receba o informativo semanal sobre o mercado da construção civil