EUA elegem obras que usam cimento com escórias de alto-forno

Premiação foi organizada pela Slag Cement Association, que escolheu 5 projetos executados ao longo de 2020
1 de junho de 2021

EUA elegem obras que usam cimento com escórias de alto-forno

EUA elegem obras que usam cimento com escórias de alto-forno 1024 614 Cimento Itambé
Estação de tratamento de água de Akron, em Ohio: concreto com resistência de 68 MPa Crédito: Slag Cement Association

Estação de tratamento de água de Akron, em Ohio: concreto com resistência de 68 MPa
Crédito: Slag Cement Association

As melhores obras construídas com concretos que utilizam Cimento Portland misturado a escórias de alto-forno foram eleitas recentemente nos Estados Unidos. A escolha partiu da Slag Cement Association (Associação de Cimentos com Escórias) que colocou em votação 5 categorias: durabilidade, alto desempenho, design verde, arquitetura e inovação.

Os projetos mais relevantes foram a estação de tratamento de água de Akron, em Ohio, que venceu na categoria durabilidade. No quesito alto desempenho, ganhou a pista de pavimento em concreto para decolagens e pousos de caças, construída na base da Força Aérea dos EUA, em Avon Park, na Flórida. Na categoria design verde ganhou um edifício residencial de 13 pavimentos, construído em Cincinnati-Ohio.

Ponte do lago Tillery: construída em 1927, obra foi recuperada para resistir a reações álcali-sílicas (RAS) Crédito: Slag Cement Association

Ponte do lago Tillery: construída em 1927, obra foi recuperada para resistir a reações álcali-sílicas (RAS)
Crédito: Slag Cement Association

Já o edifício-garagem do hotel Chesapeake Beach Resort and Spa, construído na Flórida, ganhou o prêmio de melhor arquitetura. Por fim, a recuperação da ponte do lago Tillery, na Carolina do Norte, venceu no quesito inovação. Outros 11 projetos finalistas ganharam menção-honrosa dentro das 5 categorias. Entraram na votação somente obras concluídas em 2020, construídas nos Estados Unidos por empresas norte-americanas e que utilizaram Cimento Portland produzido no país.

Conheça as características das premiadas em cada categoria

Base da Força Aérea em Avon Park, na Flórida: consumo de 13.762 m³ de concreto e uso de Cimento Portland com 28% de escória de alto-forno na composição Crédito: Slag Cement Association

Base da Força Aérea em Avon Park, na Flórida: consumo de 13.762 m³ de concreto e uso de Cimento Portland com 28% de escória de alto-forno na composição
Crédito: Slag Cement Association

Eleita pela durabilidade, a estação de tratamento de água de Akron, em Ohio, usou cimento com até 35% de escórias em sua composição. A opção pelo material ocorreu depois que testes de laboratório indicaram que ele resultaria em um concreto com até 68 MPa, apto a atender aos requisitos de contração, permeabilidade e controle de temperatura exigidos pelo projeto. A obra consumiu 7.645 m³ de concreto.

Vencedora no quesito alto desempenho, a pista da base da Força Aérea em Avon Park, na Flórida, consumiu 13.762 m³ de concreto. Houve mistura de 28% de escória de alto-forno no cimento usado para produzir as placas que compõem o pavimento. Pelo projeto, era importante que elas atingissem resistência à flexão de 6 MPa em 28 dias.

O edifício The Blonde Apartments, com 13 pavimentos, venceu a categoria design verde. A escória de alto-forno foi usada na proporção de 30% para melhorar o desempenho térmico da construção. Também serviu para conferir uma curva de resistência de 41 MPa ao concreto, aos 28 dias.

Edifício-garagem do hotel Chesapeake Beach Resort and Spa, na Flórida: 50% de escórias de alto-forno na mistura para a fabricação dos elementos pré-fabricados Crédito: Slag Cement Association

Edifício-garagem do hotel Chesapeake Beach Resort and Spa, na Flórida: 50% de escórias de alto-forno na mistura para a fabricação dos elementos pré-fabricados
Crédito: Slag Cement Association

O edifício-garagem do hotel Chesapeake Beach Resort and Spa, construído na Flórida, ganhou o prêmio de melhor arquitetura e usou Cimento Portland com 50% de mistura de escórias de alto-forno. A obra, com capacidade para 700 veículos, foi construída com peças pré-moldadas de concreto. As resistências dos elementos variaram de 27 MPa a 35 MPa.

Considerada uma obra inovadora, a recuperação da ponte do lago Tillery, na Carolina do Norte, usou 1.739 m³ de concreto com Cimento Portland com 36% de escória de alto-forno. O objetivo da mistura foi aumentar a durabilidade do concreto, que atingiu 78 MPa, após 28 dias, e mitigar a reação álcali-sílica (RAS). O projeto seguiu o desenho arquitetônico original da ponte, construída em 1927 e com 4 arcos.

Edifício The Blonde Apartments: uso de escória de alto-forno teve o objetivo de melhorar o desempenho térmico das estruturas Crédito: Slag Cement Association

Edifício The Blonde Apartments: uso de escória de alto-forno teve o objetivo de melhorar o desempenho térmico das estruturas
Crédito: Slag Cement Association

Entrevistado
Slag Cement Association (Associação de Cimentos com Escórias) (via departamento de comunicação)

Contato
info@slagcement.org

Jornalista responsável:
Altair Santos MTB 2330

1 de junho de 2021

VEJA TAMBÉM NO MASSA CINZENTA

MANTENHA-SE ATUALIZADO COM O MERCADO

Cadastre-se no Massa Cinzenta e receba o informativo semanal sobre o mercado da construção civil