Crise hídrica desperta interesse pelo pavimento de concreto permeável

Sistema tem peculiaridades técnicas, requer atenção à ABNT NBR 16416 e cuidados com aditivo, traço e granulometria
8 de setembro de 2021

Crise hídrica desperta interesse pelo pavimento de concreto permeável

Crise hídrica desperta interesse pelo pavimento de concreto permeável 1024 614 Cimento Itambé
Qualificação da mão de obra é um dos requisitos para a execução correta do piso de concreto permeável Crédito: Facebook/Tecnika Engenharia Especializada

Qualificação da mão de obra é um dos requisitos para a execução correta do piso de concreto permeável
Crédito: Facebook/Tecnika Engenharia Especializada

O pavimento de concreto permeável começa, lentamente, a ganhar espaço nos projetos de urbanização das cidades. A crise hídrica que o país atravessa impulsiona a busca por sistemas que acelerem a absorção da água da chuva, reduzindo a impermeabilização urbana, e que ajudem também no escoamento rápido para a rede de captação pluvial 

O pavimento de concreto permeável executado in loco é uma alternativa viável, mas esse tipo de sistema requer cuidados técnicos. É o que explica o engenheiro civil Mogar Sincak, ao participar de webinar promovido pela ABCP (Associação Brasileira de Cimento Portland) no dia 31 de agosto de 2021.  

Mogar Sincak destaca que o aditivo é decisivo na composição do pavimento. “O fabricante do aditivo é quem define o traço do concreto, de acordo com o dimensionamento. Também é necessário seguir as recomendações da norma técnica (ABNT NBR 16416:2015 – Pavimentos permeáveis de concreto – requisitos e procedimentos)”, alerta.  

Ainda sobre o aditivo, o engenheiro civil destaca que ele acelera a cura do concreto em poucos minutos. “Por isso, é recomendável pavimentar em dias nublados ou no início dos períodos noturnos, sem chuva. O clima influencia bastante na qualidade do pavimento”, afirma Mogar Sincak, que atua com instalações de pavimentos permeáveis no Rio Grande do Sul. 

O engenheiro civil ressalta ainda que o treinamento da equipe é decisivo para a qualidade do pavimento. “A execução errada pode resultar na perda do piso”, diz. O traço correto e a granulometria, com o uso de brita zero, são igualmente importantes para a eficácia do pavimento de concreto permeável. Ele também comenta que é necessário fazer o estudo do solo antes de implementar a obra. “Se o solo tiver baixa permeabilidade, é necessário executar valas”, completa.  

Como o processo de cura do concreto é muito rápido, por causa do aditivo, Mogar Sincak explica que o caminhão-betoneira não pode vir cheio. “O recomendável é que ele venha pela metade, com no máximo 4 m³. Se vier totalmente carregado, com 8 m³, e como o aditivo acelera o tempo de pega, pode não dar tempo suficiente para aplicar todo o concreto, relata. 

Piso de concreto permeável atende calçadas, estacionamentos, condomínios, ruas urbanas com fluxo de veículos leves e sarjetas permeáveis Crédito: Facebook/Tecnika Engenharia Especializada

Piso de concreto permeável atende calçadas, estacionamentos, condomínios, ruas urbanas com fluxo de veículos leves e sarjetas permeáveis
Crédito: Facebook/Tecnika Engenharia Especializada

Mercado contrata com mais frequência os pisos com 8 centímetros de espessura 

Em média, para pisos com 8 centímetros de espessura, que atendem estacionamentos, condomínios, ruas urbanas com fluxo de veículos leves, calçadas e sarjetas permeáveis, o consumo de cimento é de 300 quilos por m³, revela o engenheiro civil. Sobre o custo, ele cita que, se o pavimento de concreto permeável não precisar de grandes obras pluviais, o valor é muito semelhante ao do pavimento de concreto convencional. “Caso contrário, ele se torna mais caro”, realça. 

Em sua participação no webinar da ABCP, Mogar Sincak afirma que pavimentos de concreto permeável com 15 centímetros de espessura suportam veículos pesados. No entanto, o mercado tem contratado com mais frequência pisos de 8 centímetros. Sobre as qualidades do pavimento, o engenheiro civil destaca os principais:

– Porosidade aumenta a capacidade drenante. 
– Não usa areia como agregado.
– Absorve rapidamente a água, pela quantidade de vazios, e é mais eficaz que o bloco intertravado de concreto permeável.
– A liberação da área para o tráfego acontece em 24 horas.
– Elimina canaletas e bocas de lobo.
– É sustentável, pois faz uma primeira filtragem da água e permite a coleta.
– Alternativa para áreas vulneráveis a enchentes.
– Dependendo do município, a obra pode se beneficiar do IPTU Verde.

Assista ao webinar promovido pela ABCP 

Entrevistado
Reportagem com base no webinar “Pavimento permeável de concreto”, promovido pela ABCP (Associação Brasileira de Cimento Portland) 

Contato
dcc@abcp.org.br 

Jornalista responsável:
Altair Santos MTB 2330

8 de setembro de 2021

VEJA TAMBÉM NO MASSA CINZENTA

MANTENHA-SE ATUALIZADO COM O MERCADO

Cadastre-se no Massa Cinzenta e receba o informativo semanal sobre o mercado da construção civil