Coprocessamento | Cimento Itambé

Coprocessamento

O coprocessamento é a operação de reaproveitamento e destinação final, em uma única operação de queima de resíduos industriais com características físico-químicas compatíveis ao processo de produção de clínquer, em fornos rotativos da indústria cimenteira. Enquanto um eficiente, seguro e econômico processo de tratamento e reciclagem de resíduos está ocorrendo, através da utilização destes como combustíveis alternativos ou substitutos de matérias-primas, um produto econômico importante está sendo produzido, o cimento.

A prática do coprocessamento de resíduos em fornos rotativos de clínquer vem sendo amplamente explorada e incentivada, sendo difundida em vários países, onde se verifica o aumento expressivo das quantidades e tipos de resíduos processados. Tal prática é plenamente compatível com a atual política mundial de preservação de recursos naturais e energéticos, apresentando-se como uma das alternativas mais seguras e eficientes para a destinação/destruição de resíduos.

Fornos de produção de clínquer podem ser utilizados para destinar uma grande variedade de resíduos, desde que demonstrado que a atividade não cause impactos ambientais, não afete as condições de segurança e saúde pública, não cause prejuízo aos equipamentos da planta e não afete a qualidade do clínquer/cimento produzido. O trabalho do Eng. Dair Favaro Junior, da Cia de Cimento Itambé, mostra que fornos de clínquer, quando adequadamente operados, apresentam-se como uma alternativa para o tratamento de resíduos.

Para fazer o download da apostila coprocessamento de resíduos industriais em fornos de clínquer, preencha o formulário abaixo.

Campo obrigatório
Campo obrigatório
Campo obrigatório
Campo obrigatório
Campo obrigatório
Telefone inválido
Campo obrigatório
Campo obrigatório